segunda-feira, 16 de julho de 2018

Trinta e uma despedidas. Trinta e um recomeços.






Viro-me pela última vez e abro um sorriso amarelo na sua direção. Entro no carro, fecho os vidros e me desfaço. Paro no semáforo e do meu lado, na calçada duas pessoas se abraçam como se comemorassem o retorno tão aguardado.
A vida é um grande aeroporto, uma grande rodoviária. Diariamente chegam pessoas, diariamente pessoas se vão...

Olhando o saguão de embarque você vê quem chora o adeus de um “pra sempre”, vê quem chora o adeus do “até logo”, vê quem chora o adeus da esperança de que tudo seja, a partir dali, o recomeço de uma nova história.
Do outro lado do mesmo saguão, dividido somente por uma parede, vemos a esperança do tão aguardado retorno de quem um dia teve que partir. Muitos daqueles que ali estão sorrindo um dia, lá do outro lado, choraram dizendo adeus.

A vida se justifica na loucura!

O amor se justifica no ódio, o recomeço se justifica no fim.

Tudo começa quando algo termina.

Quantos “Adeus” você disse durante seu caminho? Quantas despedidas você viu hoje no caminho pra casa? Quantas vezes você se despediu de alguém esse ano... Essa semana... Na ultima hora...
Quantos “Bem vindo”... Quantos “Que bom ter conhecido você”... Quantos “Boa sorte”... Quantos recomeços você teve e quantos estão por vir...

A vida é esse teatro louco que se passa no saguão de um aeroporto. Você terá que se despedir, mas receberá alguém. E em todos esses momentos haverá lagrimas no seu rosto.



“A saudade é uma dor que fere nos dois mundos.”


À todos aqueles que nos ensinaram um dia o verdadeiro significado de sentir saudade.


Segue o rock!

segunda-feira, 14 de maio de 2018

O Sol do Oriente.





Quando ela sai no portão parece o começo do verão.

Tudo que era barulho se organiza e me parece agora uma bela melodia.

No caminho pra algum lugar homens e mulheres se curvam a ela como se fossem plebeus, basta um bom dia!

Alguns narram a sorte de terem recebido um sorriso dela como se recebessem uma benção, seu sorriso é um milagre sem precedentes.

Seus olhos são como a noite, misteriosos e quietos. Escuridão profunda, sombra da lua que se ilumina atrás do sol do oriente, entregue a nós para contemplação.

Tesouro raro que procuro encontrar na fila do banco, no balcão da padaria ou entrando pela porta do bar. Quando raramente nasce tamanha sorte perco alguns segundos olhando na direção dela, parece durar horas, uma valsa longa de noivos apaixonados, tempo suficiente para inspirar escritas tortas e conversas interessantes.

Em uma caminhada qualquer, um pequeno tropeço e ela encaixa seu sapato no pé novamente, uma versão "Pop" da Cinderela que substitui a beleza dos cristais por um genuíno "All-Star". Tão lindo e verdadeiro quanto qualquer história de princesa. Apaixonante, simples e inspirador.



" Eu protegi seu nome por amor
Em um codinome beija-flor..."


Histórias que inspiram histórias...

Segue o rock!!!

quarta-feira, 28 de março de 2018

Como se resolve o problema de abastecimento de água em Rio Preto?





Caros amigos rio-pretenses, vivemos em uma cidade rica em mananciais e nascentes. São três rios que cortam a cidade e outros diversos que passam no seu entorno. Mesmo assim, uma Ordem de Serviço em nossa cidade é assinada para captação de água do rio Grande. Isso irá envolver a construção de 53,6 Km de dutos de captação de água e um gasto público de 14 milhões de reais.
Palavras do nosso representante municipal Prefeito Edinho Araújo, “ O abastecimento de água em nossa cidade está irregular, e esta medida é projetar nossa cidade não só para o presente como também para o futuro”.
Diante dessa situação faço uma analogia sobre o caso em Nova York, cidade mais populosa dos Estados Unidos e que vivenciou em tempos atrás algo muito parecido com a crise hídrica que estamos vivenciando em nossa cidade. No entanto, ele encontrou uma solução muito mais barata e, inclusive, sustentável.
A história mostra que em Rio Preto vemos uma administração errônea. Na tentativa de melhorias futuras no abastecimento de água, toma atitudes precipitadas e de maior gasto com o dinheiro público. Aparentemente, não existe especialistas em sustentabilidade envolvidos nesse assunto.
 Vamos aos fatos.
Na década de 1990, Nova York passava por uma crise hídrica bem mais severa que Rio Preto está passando. Havia um sério risco de racionamento permanente na cidade. O prefeito da época e alguns secretários de governo, planejavam captar água do Rio Hudson para resolver o problema. No entanto, o secretário de meio ambiente, Albert Appleton, propôs algo diferente. Resolveria a crise de abastecimento em Nova York recuperando mananciais, reduzindo o desperdício e conscientizando a população. Na prática, Nova York compraria terras na região onde estavam as represas para recuperá-las. Pagaria os fazendeiros para que conservassem a região. E iniciaria um amplo programa de troca de encanamentos e melhoria do consumo urbano, reduzindo o desperdício de 35% para 9%.  O plano custaria um décimo do projeto rival. Appleton venceu a disputa! O resultado? A cidade nunca mais sofreu com as secas, tem uma das águas mais limpas dos Estados Unidos e o consumo caiu em um terço – ainda que a população tenha crescido 13% nesse período. Para melhorar, o livro que narra como ele venceu o debate foi lançado por aqui (O Homem Que Salvou Nova York da Falta de Água, Matrix).
E um mero detalhe, este livro quem escreveu e relatou este caso foi um escritor rio-pretense  Rafael Morais Chiaravalloti, biólogo, doutor pela Universidade Colégio de Londres e ganhador de diversos prêmios na área ambiental. 
Temos uma resolução caseira em nossa cidade, mas nossos governantes municipais que não entendem nada sobre biologia e ecossistemas, preferem ter gasto maior das verbas públicas e de uma forma que jamais irá solucionar uma possível crise hídrica em nossa cidade.
Precisamos conservar a natureza, nascentes e mananciais e também estruturar nossa cidade na parte de abastecimento e canalização de água e também conscientizar desde a população adulta e até mesmo os jovens e crianças a economizar água e diminuir o desperdício.
Estima-se que cerca de 50% de todos os mananciais na região estão desmatados e o desperdício de água em nossa cidade chega a 28%!
Rio Preto é sede da Universidade Estadual Paulista, com um dos melhores cursos de biologia do Brasil, estudantes que poderiam contribuir com estudos, trabalhos e até mesmo atuando na conscientização.
E um detalhe chamou a atenção sobre o caso de Nova York, a sociedade civil claramente passou a apoiar aquilo que hoje poderíamos chamar de solução sustentável.  As pessoas se preocupam com a conta d’água, e com esta alternativa sustentável a conta de água foi reduzida 10%, ao invés de subir 40% como previa o prefeito. No fim, a maioria se convenceu de que um sistema de abastecimento moderno era do interesse de longo prazo de todos, muito mais barato e natural.
Existem soluções mais baratas e mais sustentáveis para resolver a crise da água em Rio Preto. Reduzir o desperdício e recuperar mananciais salvou Nova York da crise hídrica, e pode salvar Rio Preto também.

quinta-feira, 8 de março de 2018

O que seria dos homens sem elas?


Como viver sem o aroma cativante de seu perfume aliado ao comprometimento de esposa com muita dedicação e amor de mãe e com um toque de cuidados como dona de casa.
Todas são importantes neste mundo, mas umas são famosas por suas histórias e outras sem badalações. Mencionamos a Princesa Isabel que assinou a Lei Aurea, Joana D´arc a guerreira francesa e até mesmo como não saber da história da guerreira de Laguna, Anita Garibaldi, Marta a melhor jogadora de futebol do mundo e até mesmo nos dias de hoje como não lembrar da Maria da Penha Maia Fernandes a cearense que com muita dedicação e senso de justiça mostrou com sua história de vida a importância de proteger a mulher da violência dos homens covardes.
Mas também há de se lembrar das donas de casa onde com muito amor e dedicação são o braço direito de seus maridos e a fortaleza de seus filhos, e lembrando da minha história como esquecer das mulheres que trabalhavam, cuidavam dos filhos, sustentavam a casa, faziam o serviço doméstico, e ainda pela situação do país andavam quarteirões e quarteirões com baldes de água na cabeça buscando matar a sede de toda família; as mulheres haitianas um exemplo vivo para muitos marmanjos por ai.
Mas tem aquelas que são muito mais que especiais para nós. As nossas mães que a cada dia que passa demonstram com simples gestos de carinho e afeto o verdadeiro amor de mãe, o amor que nos faz superar a cada dia os imprevistos da vida.
Tem as que conquistaram nossos corações, na ocasião denominamos nossas esposas que escolhemos para viver ao nosso lado servindo como fonte de inspiração a cada manhã para trazer o conforto para o nosso lar.
Mulheres, mães, esposas, amigas, trabalhadoras tenho a absoluta certeza que esse mundo não teria a menor graça sem a presença ilustre de vocês.
Acho que não temos que lembrar delas apenas uma vez por ano e sim todos os dias, mas essa data de hoje serve para deixar vocês muito mais especiais do que já são.
A todas as mulheres deixo minha homenagem como agradecimento por deixar nosso ambiente mais radiante e feliz!!!

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

O ato de viver e recomeçar

A vida nos prega situações totalmente fora do comum, é um perde e ganha sem fim.
E quando perdemos meu amigo é complicado, você voltar a viver e rever momentos em que se poderia ser bem melhor, ao menos se tivesse contado uma piada existiria a possibilidade de  ter mudado totalmente o desfecho de um mal entendido.
Mas a vida te faz seguir e nem por isso  te faz perder as esperanças.
O jeito é ser você como sempre foi, rir e alegrar-se, reparar na beleza e crer em um dia de Luz e Prosperidade.
Dar um  gole na cerveja e de imediato ter uma grande ideia.
Mas seguir sempre caminhando e tendo Fé. Lógico que queremos uma segunda chance, mas realmente precisamos merecer e o dia-a-dia se encarrega disso.
A saudade permanecerá por uma eternidade mas isso vai te fortalecer e lhe fará crer e prosperar em um reencontro, sim aqueles reencontros que te faz perder o folego e o mundo para por alguns segundos.
O algo inesperado.
Continue a viver, ria e chore se quiser, seja a mudança em você mesmo. Não repare na imperfeição e sim no brilho radiante de um sorriso.
Hoje o Palhaço e a Bailarina não estarão juntos no mesmo circo, mas trilharão seus caminhos por ai...o jeito é caminhar e seguir...
Por isso viva intensamente pois não tem como saber como será  o dia de amanhã.

" Faça do seu caminhar uma linda história de Amor com a Vida "

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Um canto, papel e caneta.





Lindas palavras escritas em uma carta na madrugada.
Um papel em branco tomando forma e ocupando espaço.
Histórias sendo contadas com a possibilidade de se imaginar um novo enredo, diferente daquele que o tempo já decidiu ser melhor pra todos.
Descreva o que sente!
Escrito ali naquele branco nunca mais se apagará. Nem o tempo será capaz de mudar.
Quem ler guardará no bolso da memória, como uma pílula pra alma, quando confusa e magoada chorar por companhia.
Amarelada e amassada ficará.  Igualmente vai ficar quem ali se debruçou e traduziu sua história em algumas poucas palavras
Quem narrou se permitiu rir e chorar, liberdade poética que adquirimos ao longo do percurso.
Histórias de mudanças,  insanidades, relatos da juventude,  de mágoas, de desafios.
Amores perdidos, amores achados.
Histórias contadas por filósofos em uma mesa de bar aqui brevemente traduzidas em um branco papel que já tomou forma horizontal em rabiscos estranhos de cor azul.
Um ultimo gole...
Data... hora... assinatura...

Filosofia de boteco, filosofia de vida!
Segue o rock.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Santorini




É quando toca aquela música e você não sente mais nada...

Sua caminhada nunca será totalmente solitária. No caminho haverá alguém que se juntará a você, por pouco tempo.
Será quando você tiver plena certeza que sua caminhada pelos vales durante o frio desesperador, ainda que sofrido será suportado.
Será quando a dor cansada de  viver presa em sua alma decidir sair e tomar conta de quem é você.  Será aí que alguém tão misterioso quanto você  surgirá.
Você vai lembrar de como era a luz, de como era a vida no pé das montanhas. Vai querer voltar encorajado por ela e, no final de uma tarde, quando estiverem próximos da ponte alguém atravessa o caminho de quem, por acaso, atravessou o seu e tudo muda de novo.
Por cada vila que passar alguém estará lá pra te contar alguma coisa e te fazer acreditar que existe uma maneira de se encantar mas que vai passar. Esse é o ritmo de tudo. O encanto se justifica e nasce no desencanto.
No desencanto me desencontro no caminho escuro, aparentemente sem saída, me encontro cansado, faminto. A esperança aparece como transição e transparece na raiva toda paixão e toda fúria.
No encanto você vai ver sentado, encostado em algum lugar, o quanto é belo e apaixonante o intervalo de uma loucura, a brisa fraca e sensível que deixa uma tempestade.
O encanto é o lindo pôr-do-sol  em Santorini.


Segue o rock!